Papa pede que se rejeite todo tipo de violência na vida política da Venezuela

Cartagena (Colômbia), 10 set (EFE).- O papa Francisco pediu neste domingo que se rejeite todo tipo de violência na vida política da Venezuela e se encontre uma solução à grave crise que está afetando todos, especialmente os mais pobres, em um chamado em Cartagena das Índias, na última etapa da sua viagem à Colômbia.

Após a oração do Angelus na casa santuário de San Pedro Claver em Cartagena, Francisco disse que orava "por cada um dos países da América Latina, e de maneira especial pela vizinha Venezuela".

"Expresso minha proximidade a cada um dos filhos e filhas dessa amada nação, como também aos que encontraram nesta terra colombiana um lugar de acolhida", acrescentou.

"Desde esta cidade, sede dos direitos humanos, faço uma chamada para que se rejeite todo tipo de violência na vida política e se encontre uma solução à grave crise que se vive e afeta a todos, especialmente aos mais pobres e desfavorecidos da sociedade", disse o papa em sua mensagem.

Uma abordagem sobre a Venezuela era esperada desde o início da viagem do pontífice por conta da proximidade e a quantidade de imigrantes que chegam à Colômbia, onde Francisco começou sua visita pedindo orações para levar o diálogo e a estabilidade ao país vizinho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos