Trump diz que visitará Flórida em breve e elogia gestão de desastres do Irma

Miami, 10 set (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse neste domingo que visitará a Flórida nos próximos dias e elogiou os trabalhos de prevenção de desastres e remoção de pessoas devido à passagem do furacão Irma pelo estado, que são feitos pela Agência Federal de Gestão de Emergências (Fema) e a Guarda Costeira.

"Irei à Flórida muito em breve", disse o presidente em uma breve conversa com jornalistas em sua chegada à Casa Branca após passar o fim de semana na residência presidencial de campo de Camp David, no estado de Maryland.

"É um furacão difícil, como sabem melhor que ninguém. A Guarda Costeira foi incrível. Ouviram o que estavam fazendo em meio à tempestade. A Fema foi incrível. Estamos trabalhando muito bem com o governador e os governadores dos estados próximos", disse.

Trump admitiu que os americanos tiveram "um pouco de sorte" porque Irma foi para oeste.

"Talvez não tenha sido tão destrutivo (por isso), vamos ver o que vai acontecer nas próximas cinco ou seis horas. Realmente acredito que a parte difícil está começando", ressaltou.

Perguntado sobre a quanto chegarão os custos de recuperação após o furacão, Trump se limitou a dizer que agora se preocupa "com as vidas, não com o dinheiro".

Pouco antes, o presidente dos EUA aprovou a declaração de "grande desastre" na Flórida pelo Irma, o que permitirá a chegada de verbas federais para lidar com as consequências do furacão.

Trump assinou também hoje a declaração de desastre em Porto Rico e ampliou a ajuda federal que já havia concedido às ilhas Virgens, territórios que foram muito afetados pela passagem de Irma.

Antes de chegar à Flórida com categoria 5, o furacão causou 29 mortes e diversos danos materiais em sua passagem pelo Caribe.

Até agora pelo menos três pessoas morreram na Flórida em consequência das adversas condições climáticas provocadas por Irma, atualmente um furacão de categoria 2.

As autoridades da Flórida ordenaram a retirada de 6,3 milhões de pessoas devido à chegada de Irma e, além da saída em massa de moradores do estado, milhares decidiram comparecer aos refúgios disponibilizados em escolas, ginásios e outros locais para se protegerem.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos