Distrito de Lima afirma ter "erradicado" 33 homossexuais em 2016

Lima, 11 set (EFE).- O distrito de San Martín de Porres, um dos mais povoados da capital do Peru, afirmou em um relatório de segurança ter "erradicado" 33 homossexuais durante o ano de 2016, segundo denunciaram nesta segunda-feira meios de comunicação locais.

No Plano de Segurança Cidadã para o ano 2017 da Municipalidade de San Martín de Porres, publicado em seu site, a homossexualidade é considerada uma infração municipal junto a outras como o consumo de drogas e de álcool na rua.

O documento contém um relatório das intervenções realizadas pelo guarda urbana durante o ano de 2016, e entre elas está a "erradicação de homossexuais", com 33 delas efetuadas durante o último ano.

Segundo o relatório, as autoridades municipais "erradicaram" 20 homossexuais no primeiro trimestre de 2016, três no segundo, dois no terceiro e oito no último.

No mesmo plano também estão contempladas outras "erradicações" como as de pessoas com problemas psiquiátricos, mendigos e drogados, com 28 em todo ano de 2016, e as de vendedores ambulantes, que alcançaram 125 no mesmo período.

Após saber o conteúdo do plano, o Centro de Promoção e Defesa dos Direitos Sexuais e Reprodutivos (Promsex) do Peru denunciou hoje que a guarda urbana de San Martín de Porres pode estar oferecendo um tratamento cruel, desumano ou degradante em suas intervenções nas quais estejam envolvidos homossexuais.

O populoso distrito de San Martín de Porres se encontra no norte de Lima e é habitado por cerca de 700.000 pessoas em uma área de 37 quilômetros quadrados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos