Governador da Flórida diz que o melhor que se pode fazer agora é rezar

Miami (EUA), 10 set (EFE).- O governador da Flórida, Rick Scott, afirmou neste domingo que diante do avanço do furacão Irma pelo estado o melhor que se pode fazer agora é rezar pelas pessoas que estão na trajetória da tormenta.

Scott fez a declaração à rede de televisão "ABC" sobre a situação criada pelo furacão, que deixou pelo menos três mortos na Flórida, após ter deixado mais de 30 vítimas em sua passagem pelo Caribe.

O Irma chegou na madrugada passada nos cayos (ilhotas arenosas) da Flórida, no extremo sul do estado, aonde apresentou força de categoria 4 e ventos máximos sustentados de 215 km/h, para depois voltar a tocar terra, mais debilitado, em Marco Island, na costa oeste da península.

Scott advertiu que as equipes de resgate têm um trabalho difícil no meio da tempestade, pelo que só espera que haja uma avaliação real dos danos na segunda-feira.

"No meio da tempestade será difícil, mas posso dizer que vamos fazer todo o possível para cuidar de todo mundo", disse o governador republicano, que neste domingo falou com o presidente Donald Trump para colocá-lo a par da situação.

Scott assegurou que a Flórida é um estado de gente lutadora e pediu também doações e o apoio de voluntários para apoiar os milhares de atingidos pela tempestade.

O Irma foi perdendo força à medida que se desloca para o norte, descarregando sua maior potência destruidora na costa oeste da Flórida, onde causou graves inundações e destruição, e no momento se baixou para um furacão de categoria 2 na escala Saffir-Simpson.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos