Grupo da ONU analisa conexão entre migração e desaparecimentos forçados

Genebra, 11 set (EFE).- O Grupo de Trabalho de Desaparecimentos Forçados da ONU afirmou nesta segunda-feira que há uma "conexão direta" entre migração e desaparecimentos forçados, mas que os governos estão ignorando este problema.

"Os desaparecimentos forçados de imigrantes são um assunto grave que deve ser reconhecido e abordado de forma global", informou o departamento em relatório apresentado ao Conselho de Direitos Humanos.

As circunstâncias de desaparecimentos de imigrantes são várias, entre elas as que ocorrem quando um imigrante é raptado por razões políticas, no contexto de sua detenção ou do processo de deportação.

Outros desaparecem durante as travessias aos lugares para onde desejam emigrar ou quando chegam a esses destinos, momento em que são retidos por redes de traficantes.

No relatório, os especialistas do órgão da ONU assinalam que as políticas impostas por diversos governos para tentar dissuadir os imigrantes de tentarem chegar aos seus países aumentam o risco de violações dos direitos humanos e de desaparecimentos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos