Peña Nieto visita Chiapas e eleva a 96 número de mortos por terremoto

Cidade do México, 11 set (EFE).- O presidente do México, Enrique Peña Nieto, visitou nesta segunda-feira o estado de Chiapas, onde conversou com os afetados pelo terremoto de 8,2 graus na escala Richter que atingiu o sul e o centro do país, e aumentou para 96 o número de mortos pelo tremor.

O governante chegou pela tarde ao município de Tonalá, onde foram confirmadas três mortes, para realizar um percurso pela comunidade local e ouvir as histórias dos afetados.

"Vamos reconstruir tudo o que caiu, vamos reconstruir. O governo está mobilizado em Chiapas e Oaxaca, fiquem tranquilos", disse Peña Nieto ao consolar uma mulher cuja casa foi derrubada pelo terremoto.

Ao ser questionado por outro habitante sobre a possibilidade de realizar "um estudo do solo em profundidade" para evitar problemas similares no futuro, o presidente respondeu que, segundo um dos técnicos que o acompanhava, a "terra arenosa" causou um "efeito aspirador" pelo tremor, derrubando as construções.

Peña Nieto elevou o número de mortos em Chiapas de 15 para 16, enquanto que em Oaxaca e Tabasco foram mantidos os números de 76 e quatro mortes, respectivamente.

Nos 122 municípios de Chiapas, "pelo menos em 82" registram danos. Por esse motivo, integrantes do gabinete presidencial se deslocaram a Oaxaca e Chiapas para saber o estado das comunidades e elaborar um censo que esclareça a magnitude dos danos.

Uma vez finalizada esta tarefa, será possível empreender o trabalho de reconstrução, ainda que antes disso a prioridade seja proporcionar serviços básicos de alimentação e água, assim como atenção médica.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos