Peru expulsa embaixador norte-coreano por testes nucleares

Lima, 11 set (EFE).- O governo do Peru declarou persona non grata o embaixador da Coreia do Norte em Lima, Kim Hak-Chol, e lhe deu um prazo de cinco dias para deixar o país, anunciou nesta segunda-feira o Ministério de Relações Exteriores em um comunicado.

O Executivo peruano tomou a decisão pelas reiteradas "e flagrantes" violações da Coreia do Norte às resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas nas quais é solicitada a cessar os testes armamentistas e nucleares.

"Essa política constitui uma séria e inaceitável ameaça à paz e segurança internacional, bem como à estabilidade no nordeste da Ásia e no mundo", destacou o governo peruano.

O Ministério de Relações Exteriores do Peru lembrou os reiterados comunicados oficiais nos quais condenou a atividade nuclear e os testes balísticos da Coreia do Norte, além de uma nota verbal de março na qual ordenava reduzir o número de funcionários da embaixada norte-coreana em Lima de seis a três pelas mesmas razões.

O Executivo peruano reiterou uma vez mais seu compromisso com o estrito cumprimento das resoluções emanadas do Conselho de Segurança das Nações Unidas e reafirmou sua posição de realizar todos os esforços diplomáticos orientados à desnuclearização da península da Coreia.

Os testes balísticos e nucleares do regime de Pyongyang começaram em 2006 e o mais recente, realizado no último dia 3 de setembro, implicou na detonação subterrânea de uma bomba nuclear, a mais potente realizada até agora.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos