Putin propõe elevar salário mínimo ao nível de subsistência

Moscou, 11 set (EFE).- O presidente da Rússia, Vladimir Putin, propôs nesta segunda-feira aumentar o salário mínimo até o nível de subsistência para 1º de janeiro de 2019, promessa presumivelmente feita de olho nas eleições presidenciais de março.

Putin, que ainda não anunciou se será candidato à reeleição, sugeriu ao governo elevar o salário mínimo a 85% dos níveis de subsistência para 1º de janeiro de 2018 e equiparar ambos os índices em 2019.

"Peço ao governo que apresente a correspondente proposta à câmara de deputados como parte do projeto de orçamento para os próximos três anos", declarou.

O governante ressaltou que a proposta é urgente, já que "é preciso superar a situação na qual o salário mínimo possível não cobre nem sequer as despesas básicas do cidadão".

Segundo o ministro do Trabalho russo, Maxim Tolipin, o salário mínimo chega agora a 7,8 mil rublos (cerca de R$ 424), 72% do nível de subsistência oficial.

Nos últimos dois anos, foi reduzido de 5,5 milhões para a 4 milhões o número de trabalhadores que recebem salários abaixo desse patamar, detalhou.

Putin, que admitiu em meados do passado ano que o aumento do número de pobres era "alarmante", destacou nesta segunda-feira que a economia russa já superou a recessão na qual esteve afundada em 2015 e 2016 e, de fato, no segundo trimestre o PIB aumentou mais de 2%.

"Tantos os atores econômicos como os cidadãos sentirão gradualmente os fatores positivos que observamos na economia", disse.

O maior problema para muitas famílias russas é a perda de poder aquisitivo devido à desvalorização do rublo, que perdeu mais da metade do valor frente ao euro e ao dólar desde 2014, e ao aumento do custo da cesta básica devido às sanções sobre os produtos perecíveis ocidentais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos