Sobe para 18 número de policiais mortos após explosão no norte do Sinai

Cairo, 11 set (EFE).- Pelo menos 18 policiais egípcios morreram nesta segunda-feira após uma explosão em uma patrulha das forças de segurança ao oeste da cidade da Al Arish, no norte da península do Sinai, informou à Agência Efe uma fonte de segurança.

A fonte consultada pela Efe explicou que dois oficiais estão entre as vítimas do atentado. Quatro corpos já foram identificados.

Os terroristas explodiram um artefato quando os policiais estavam passando e depois abriram fogo contra eles.

O grupo Estado Islâmico (EI) reivindicou a autoria do ataque e afirmou que matou oito agentes.

A agência de notícias "Amaq", ligada aos jihadistas, divulgou no aplicativo Telegram um breve comunicado no qual indicou que quatro veículos blindados também foram destruídos no atentado.

O Ministério do Interior do Egito informou que vários policiais morreram na emboscada que ocorreu em uma estrada do norte da Península do Sinai. Um carro explodiu em meio a um comboio de veículos das forças de segurança, que estavam fazendo uma operação em uma região desértica.

Após a explosão, que danificou vários veículos da polícia, homens armados que estavam escondidos à margem da estrada disparam o comboio. O ministério não especificou o número de vítimas.

As forças de segurança egípcias são alvo frequente de ataques por parte de milícias radicais no norte da Península do Sinai. A filial do EI no país mantém sua base na região, mas também promoveu atentados em outras áreas, não só contra soldados. Outro alvo dos jihadistas é a minoria cristã copta.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos