Afetados por "Irma" retornam à Flórida com tráfego e falta de gasolina

Miami, 12 set (EFE).- Os moradores da Flórida que decidiram iniciar nesta terça-feira o caminho de retorno para o sul após o êxodo em massa provocado pelo furacão "Irma" tiveram que enfrentar estradas congestionadas, rotas fechadas e postos de gasolina sem combustível.

Tal como se observa nas redes sociais e nos mapas de tráfego, o retorno para quem se aventura nas estradas não está sendo um caminho livre de obstáculos, um cenário previsto por outros que decidiram esperar para o retorno.

O site FL511, operado pelo Departamento de Transporte da Flórida (FDOT), contabiliza mais de 20 estradas fechadas ou com incidentes ao longo do território continental da Flórida por conta dos danos provocados pelo furacão "Irma".

Em sua conta no Twitter, o FDOT informou, por exemplo, que a estrada interestadual I-75, na direção sul, e a I-10, no sentido leste, apresentam "tráfego pesado" e sugere aos motoristas que não retornem aos seus lares até que as autoridades locais o recomendem.

Meios de comunicação locais também dão conta do fechamento de alguns postos de gasolina, ainda que, segundo a Turnpike Orlando, entidade oficial que supervisiona as estradas na área de Orlando, no centro do estado, na tarde desta terça-feira todos os postos neste setor já estavam abertos e dispunham de combustível, ainda que limitado somente a veículos.

A conta oficial do Twitter da Patrulha de Estradas da Flórida mostra imagens de patrulheiros deste corpo policial escoltando caminhões-cisternas de gasolina com destino aos postos de gasolina das estradas estaduais.

Da mesma maneira, o governador da Flórida, Rick Scott, disse nesta tarde que os três principais portos do estado, Everglades, Canaveral e Panama City, receberam autorização da Guarda Costeira para voltar a operar, o que permitirá o atendimento a clientes e distribuição de combustível.

Pouco antes da chegada do poderoso furacão "Irma", mais de 6,5 milhões de moradores da Flórida receberam uma ordem de evacuação perante o perigo de inundações, e isso originou um êxodo para o norte sem precedentes, que motivou uma congestão de veículos pelas principais estradas e que se estendeu inclusive até estados vizinhos como a Geórgia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos