Hamas informa ao Egito que está preparado para reconciliação com o Al Fatah

Gaza, 12 set (EFE).- O movimento islamita Hamas anunciou nesta terça-feira que está preparado para a reconciliação com o líder do partido nacionalista Al Fatah e da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, uma postura que foi expressada ao chefe da inteligência do Egito em uma visita ao Cairo.

O Hamas, que tomou controle da Faixa de Gaza em 2007, afirmou em comunicado que os líderes do grupo informaram aos egípcios que estão prontos para dialogar com o Al Fatah, que governa a Cisjordânia, chegar a um acordo de reconciliação e definir mecanismos para que ele seja implementado.

"A delegação confirmou a disposição do Hamas de dissolver imediatamente o comitê administrativo (na Faixa de Gaza) e permitir ao governo de consenso (da Cisjordânia) de exercer suas funções em Gaza", indicou a declaração publicada hoje pelo Hamas.

O comunicado, enviado aos jornalistas, afirma que a delegação do Hamas no Egito, comandada pelo líder do grupo, Ismail Haniya, se reuniu com o chefe da inteligência egípcia Khaled Fawzy.

Na declaração, o Hamas também expressa disposição para realizar eleições, seguidas de uma conferência que conte com a participação de todos os grupos políticos palestinos com o objetivo de formar um governo de unidade nacional.

A delegação reiterou o interesse do Hamas na segurança e na estabilidade do Egito e em não permitir o uso da Faixa de Gaza para prejudicar a segurança do país.

O Al Fatah e o Hamas firmaram uma série de acordos bilaterais, mas ainda não conseguiram encerrar as divisões internas entre os grupos, restaurando a unidade entre a Faixa de Gaza e a Cisjordânia.

O porta-voz do Hamas, Abdulatif al Qanou, destacou como "positivas" as reuniões da delegação do movimento no Cairo.

"Há um entendimento pelo Egito das posições do Hamas em temas comuns sobre a situação humanitária na Faixa de Gaza e o assunto da reconciliação palestina", disse o porta-voz.

Chefe do escritório político do Hamas, Haniya liderou pela primeira vez desde que assumiu o cargo em maio uma delegação de líderes do movimento, que chegou no sábado ao Egito.

Membros do Hamas anunciaram recentemente que o Egito tinha prometido tomar uma série de medidas para aliviar o bloqueio de Israel à Faixa de Gaza, imposto em 2007, e colocar a passagem de Rafah em funcionamento de maneira regular.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos