Mogherini diz que ataque militar à Coreia do Norte seria "inútil e perigoso"

Estrasburgo (França), 12 set (EFE).- A Alta Representante para a Política Externa da União Europeia (UE), Federica Mogherini, disse nesta terça-feira que um ataque militar à Coreia do Norte seria "inútil" e "muito perigoso" para a região e todo o mundo.

Em um debate na Eurocâmara sobre a crise da Coreia do Norte, a chefe da diplomacia europeia indicou que uma postura belicista em relação à questão provocaria um conflito de "consequências dramáticas".

"Por isso, a União Europeia seguirá apostando em abrir uma oportunidade política em favor da desnuclearização da Península da Coreia. A solução pacífica da crise é o nosso caminho", afirmou Mogherini, destacando a unidade dos países do bloco sobre o assunto.

"Passei parte do mês de agosto na Ásia, conversando com meus homólogos, para ver o que fazer, como impedir que as tensões se agravem. Expressei que a UE quer um aumento da pressão diplomática e econômica para evitar uma escalada militar", completou.

A UE apoia as sanções da ONU e prepara outras próprias para "garantir a máxima eficácia" das medidas de pressão, disse Mogherini. A chefe da diplomacia europeia, no entanto, ressaltou que as sanções não são um objetivo, mas sim um instrumento para um processo político que pode levar a uma saída para a crise.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos