Peña Nieto eleva a 98 o número de mortos no terremoto no México

Cidade do México, 12 set (EFE).- O presidente do México, Enrique Peña Nieto, elevou nesta terça-feira para 98 o número de mortos no terremoto da quinta-feira passada, e assegurou que estará de maneira regular nas áreas devastadas para supervisionar o apoio aos afetados e os avanços na reconstrução.

Em um ato público realizado no Estado do México, Peña Nieto disse que "até agora 98 pessoas morreram" no movimento sísmico de magnitude 8,2 na escala Richter que sacudiu o centro e o sul do país no último dia 7 de setembro.

"Além disso, muitas pessoas perderam seu patrimônio, perderam suas casas, e outras estão tão deterioradas que será preciso derrubá-las", afirmou o governante, que destacou que todo seu gabinete está trabalhando em Chiapas e Oaxaca, estados mais afetados pelo sismo, para atender às necessidades básicas da população.

O presidente mexicano lembrou que está sendo realizado um levantamento dos danos para iniciar "de imediato" a etapa de reconstrução.

Peña Nieto reiterou seu apelo aos cidadãos para serem solidários com a população afetada desses dois estados, que passa "por momentos de dor, de tragédia", bem como à iniciativa privada, sobretudo as construtoras, para que estendam uma "mão generosa" e participem da reconstrução.

Além das 98 vítimas fatais - 78 em Oaxaca, 16 em Chiapas e quatro em Tabasco -, o terremoto deixou centenas de feridos, 2,3 milhões de afetados e mais de 50.000 casas danificadas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos