Polícia impede atentado contra Ministério da Defesa da Arábia Saudita

Riad, 12 set (EFE).- As autoridades da Arábia Saudita desarticularam um plano terrorista que tinha como objetivo atacar duas sedes do Ministério da Defesa e constituída por dois "terroristas suicidas" do Iêmen, informou nesta terça-feira a agência oficial saudita "SPA".

Através de um comunicado, a agência, que citou uma fonte oficial, disse que "detectou e frustrou uma trama terrorista organizada pelo Estado Islâmico, que tinha como objetivo duas sedes pertencentes ao Ministério da Defesa em Riad", e acrescentou que o ataque suicida seria realizado com cinturões explosivos.

Após a operação policial, as forças de segurança prenderam dois "kamikazes", de nacionalidade iemenita, identificados como Ahmed Yaser al-Kaldi e Ammar Ali Muhammad, embora esses nomes diferem das carteiras de identidade que estavam com eles, diz a fonte.

O "SPA" também disse que as autoridades prenderam mais dois sauditas, mas estão verificando se eles têm algum tipo de relação com os supostos suicidas.

As forças de segurança invadiram o distrito de Rimani, na capital saudita e confiscaram dois cinturões de explosivos, bem como nove granadas, várias armas brancas e de fogo.

No dia 23 de junho, um dia antes do final do mês sagrado do Ramadã, a Arábia Saudita divulgou que tinha frustrado um ataque terrorista dirigido aos peregrinos para a mesquita sagrada de Meca.

As autoridades sauditas anunciaram a prisão de várias células terroristas do Estado Islâmico e de dezenas de pessoas vinculadas ao grupo radical nos últimos meses, em que não se produziram atentados no país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos