Furacão Irma danificou 4.288 casas em Havana e destruiu 157

Havana, 13 set (EFE).- O furacão Irma danificou 4.228 casas e destruiu totalmente 157 delas durante sua passagem por Havana, capital de Cuba, de acordo com um relatório preliminar divulgado nesta quarta-feira pela imprensa do país.

Segundo as informações do relatório, divulgado pelo jornal estatal "Granmma", 818 telhados foram arrancados pelos ventos na capital cubana.

"Diante da situação, as autoridades estão restaurando as coberturas dos edifícios e já começaram a preparar dois locais para receber as famílias prejudicadas", indicou o jornal.

O relatório não especificou as regiões onde estão as casas danificadas e destruídas, mas citou que as áreas mais afetadas pelo furacão foram os bairros de Vedado, Centro Havana, Havana Velha e Miramar, onde o mar avançou quase 300 metros terra a dentro.

Centro Havana e Havana Velha, ambas na região antiga da cidade, possuem além disso um grande número de imóveis antigos.

Das dez pessoas que morreram em Cuba como consequência do furacão, a maioria perdeu a vida em desabamentos de imóveis.

O Irma atingiu Havana na noite do sábado. Os ventos do furacão também causaram importantes danos no serviço elétrico da capital, derrubando postes e cabos. Muitas regiões da cidade estão sem eletricidade e água há mais de 72 horas.

Em Havana Velha, onde a água do mar chegou às cisternas das casas, a empresa estatal Águas de Havana priorizou os imóveis situadas no Malecón, uma das principais avenidas da capital e conhecida por seu quebra-mar. Operários estão no local limpando e enchendo todas as cisternas das escolas e dos edifícios.

"Devemos terminar de limpar as cisternas na tarde de hoje ou amanhã. À medida que o fluxo elétrico for se restabelecendo, o sistema de abastecimento de água também será restabelecido", disseram diretores da companhia.

Ainda há centenas de árvores caídas, algumas atrapalhando o trânsito em vias de acesso importantes de Havana. Outras desabaram em cima de postes e fiação elétrica.

As ruas mais próximas do litoral têm pedras e areia arrastadas pelo mar. Nas calçadas é possível ver colchões, roupas e eletrodomésticos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos