Furacão Max toca terra e causa tempestades no sul do México

Cidade do México, 14 set (EFE).- O olho do furacão Max, de categoria 1, tocou terra nesta quinta-feira na cidade de Pico del Monte, no estado de Guerrero, onde provoca tempestades, informou o Serviço Meteorológico Nacional (SMN).

O impacto aconteceu por volta das 16h (horário local; 18h de Brasília). Max está a 90 quilômetros a leste-sudeste da cidade de Acapulco, no estado de Guerrero, e se desloca para leste a 13 quilômetros por hora, segundo o SMN.

O furacão apresenta ventos sustentados de 130 km/h e rajadas de até 150 km/h.

"Sua ampla circulação provoca chuvas de intensas a torrenciais, ventos fortes e elevação das ondas em Guerrero, Oaxaca e Michoacán", indicou o órgão em comunicado.

Para as próximas horas, o SMN prevê tempestades intensas, algumas com potencial de se transformarem em torrenciais em Guerrero, onde pode chover até 250 milímetros. Oaxaca e Michoacán também serão atingidas por fortes chuvas, mas de menor intensidade.

Além disso, os meteorologistas indicam que os ventos serão superiores a 120km/h em Guerrero. A chegada do Max também provocará ondas de 3 a 5 metros de altura no litoral do estado.

Por isso, o SMN aconselhou que a população tome precauções por causa das chuvas, dos ventos e das ondas, respeitando as recomendações divulgadas pelo Sistema Nacional de Proteção Civil.

O órgão prevê que o Max perderá força enquanto avança por terra. Amanhã, por volta de 1h local (3h em Brasília), o furacão deve se transformar em tempestade tropical, com ventos de 85km/h.

O Sistema Nacional de Proteção Civil decretou alerta vermelho, o maior na escala do país, para o litoral de Guerrero, e laranja em Oaxaca, o estado mais castigado pelo terremoto de magnitude 8,2 graus na Escala Richter que atingiu o México na semana passada.

Por causa do Max, Guerrero suspendeu as atividades escolares.

O furacão, que se formou ontem no Pacífico, é o 13º da temporada.

O último deles, Lidia, castigou a região da Baixa Califórnia no início do mês, deixando 7 mortos, e provocando inundações e muitos danos em infraestruturas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos