Rússia, Turquia e Irã supervisionarão áreas de distensão na Síria, diz Moscou

Astana, 14 set (EFE).- Soldados de Rússia, Turquia e Irã controlarão a segurança em pelo menos três das quatro áreas de distensão criada na Síria após o cessar-fogo, assegurou nesta quinta-feira Alexandr Lavrentiev, chefe da delegação russa no processo de Astana.

Os três países fiadores do cessar-fogo em vigor desde dezembro do ano passado, e também o Governo e a oposição armada síria, estão quase fechando um acordo nesse sentido durante a sexta rodada de negociações que começou hoje em Astana, segundo o diplomata russo.

Apesar de seu aparente otimismo, o chefe da delegação russa reconheceu que as partes continuam negociando a composição "concreta das forças "que terão que ser desdobradas nas áreas de distensão das províncias sírias de Idlib, Homs e Guta.

Ainda que o acordo para criar as zonas de segurança - territórios nos quais será proibida qualquer atividade militar, inclusive voos de aviões - tenha sido fechado em maio, até agora a oposição se nega a aceitar que o Irã posicione ali os seus soldados.

Essa foi de fato a razão pela qual fracassou a última reunião de Astana, realizada no começo de julho deste ano.

A quarta zona de distensão, situada no sudoeste da Síria, pôde ser criada graças à intervenção dos Estados Unidos e da Jordânia, que exercem a sua influência sobre os grupos da oposição armada que atuam nesses territórios.

Esses dois países, que enviaram suas delegações às negociações de Astana, têm muito que dizer sobre os mecanismos de supervisão dessa zona de segurança, explicou Lavrentiev.

O diplomata russo assegurou que todos os detalhes relativos às zonas de distensão, incluindo o seu controle e delimitação geográfica, serão fechados amanhã.

Também está previsto que as delegações negociem nesta rodada a criação de um Centro de Coordenação do cessar-fogo e de um grupo de trabalho para a liberdade dos detidos e reféns.

Está prevista também a assinatura de uma declaração conjunta sobre a retirada de minas terrestres nos monumentos históricos da Síria, incluídos na lista de Patrimônio Cultural da Humanidade da Unesco.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos