Clubes mexicanos se unem para ajudar afetados por terremoto

Cidade do México, 15 set (EFE).- Clubes da primeira e segunda divisões do futebol do México estão colaborando para pedir e oferecer ajuda aos 2,3 milhões de afetados pelo terremoto de magnitude 8,2 na Escala Richter que atingiu o país na última semana, em especial os estados de Oaxaca e Chiapas.

Após a notícia da dimensão dos prejuízos provocados e a devastação deixada pelo tremor nos estados, as equipes mais populares do México, o América e o Chuvas Guadalajara, se uniram para iniciar uma campanha em favor das vítimas.

O América reagiu imediatamente e disse que as receitas de bilheteria do clássico contra o Chivas serão doadas para a reconstrução dos estados afetados pelo terremoto.

A partida, a mais importante do futebol mexicano, será disputada no próximo sábado, no Estádio Asteca, pela 10º rodada do Torneio Apertura do Campeonato Mexicano.

O Chivas, por sua vez, pediu aos seus torcedores que doassem artigos de necessidade básica às vítimas. O clube vai aproveitar a partida de amanhã contra o Pumas, também muito popular no país, para recolher o material no Estádio Chivas.

Antes disso, os jogadores e a comissão técnica do Chivas já tinham organizado uma "vaquinha" para doar vários produtos, e até mesmo dinheiro, para as vítimas do terremoto.

"Se todos nos unirmos para essas pessoas necessitadas, podemos contribuir. Seja com alimento, com sapatos, com o que quer que seja. Aqui se nota o ser humano, se quer ajudar o outro e é uma grande chance para todos ajudarem", indicou o técnico do Chivas, o ex-jogador argentino Matías Almeyda.

"É muito bom que cada um saque algo do bolso para ajudar", completou o treinador.

O Toluca também entrou na campanha e decidiu fazer uma promoção diferente. Em vez de cobrar ingressos de seus torcedores para a partida de domingo contra o Querétaro, vai receber doações que serão enviadas posteriormente às vítimas do terremoto.

"As pessoas estão sofrendo muito, o terremoto foi devastador. Eles precisam de nós e temos que tomar alguma atitude, não temos que esperar esse tipo de evento trágico para estender a mão aos outros. Isso teria que ser diário, mas, bom, de alguma forma temos que começar", disse o técnico do Toluca, Hernán Cristante.

Na segunda divisão, a principal iniciativa está sendo realizada pelo Alebrijes, de Oaxaca. A equipe doará a renda de bilheteria da partida contra o Bravos e também fará uma campanha entre os torcedores para recolher doações para as vítimas.

Os demais clubes da primeira e segunda divisões também pediram que seus torcedores colaborem com produtos de primeira necessidade. O Pumas, por exemplo, usou seu estádio, pertencente à Universidade Nacional Autônoma do México, como sede para reunir essas doações.

Alguns jogadores também realizaram iniciativas próximas. Os mexicanos Javier Aquino, do Tigres, por exemplo, organizou uma doação em Monterrey, apoiado pelo francês André Pierre-Gignac.

Os dois conseguiram arrecadar 15 toneladas de doações para os afetados pelo terremoto, que deixou pelo menos 98 mortos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos