Passageiros de metrô londrino sofrem queimaduras após explosão

(Atualiza com mais detalhes de testemunhas).

Londres, 15 set (EFE).- Vários passageiros sofreram queimaduras no rosto, por conta de uma aparente explosão ocorrida, nesta sexta-feira, em um trem do Metrô de Londres na estação de Parsons Green, no sudoeste da capital britânica, segundo informações da imprensa local.

A estação foi fechada e a linha District Line, a qual Parsons Green pertence, está suspensa.

De acordo com imagens das emissoras de TVs, um recipiente branco explodiu em um dos vagões de um trem, se seguia para o norte, com destino ao centro.

"Estamos cientes de um incidente em Parsons Green. Os agentes estão no local. A estação está fechada", afirmou a Polícia de Transportes de Londres.

Por sua vez, a Transport for London (TfL), que opera o metrô da capital britânica, afirmou que investiga o incidente na estação e pediu aos passageiros que normalmente utilizam a linha District Line, para buscarem outras alternativas de transporte.

Os serviços de emergência britânicos chegaram na estação, localizada em uma das principais linhas do metrô londrino, logo depois do incidente, que aconteceu por volta das 8h20 (horário local, 4h20 de Brasília).

"Enviamos muitos recursos para o local, inclusive ambulâncias, agentes de resposta de incidentes e uma equipe especializada em substâncias perigosas", disse Natasha Wills, porta-voz do Serviço de Ambulâncias de Londres.

"A nossa prioridade inicial é avaliar o nível e a natureza dos ferimentos. Haverá mais informação quando tivermos", acrescentou.

Por enquanto, não há informações de que se trata de um atentado terrorista, mas diversos passageiros afirmaram que escutaram gritos e lutas entre as pessoas que tentavam utilizar as escadas para sair da estação.

"Eu acredito que todos ficaram feridos pelo artefato ou seja lá o que fosse", disse Richar Aylmer-Hall, de 53 anos, que viajava em um trem no momento do incidente.

"Houve pânico enquanto as pessoas se afastavam do trem, ouvindo o que parecia ser uma explosão. Houve muito pânico", disse Riz Lateef, que estava em Parsons Green.

Outro testemunha, chamada Sham, afirmou ter visto um homem com o rosto todo ensanguentado e que havia gente chorando.

"Havia muita gente coberta de sangue e mancando. Vi um homem com o rosto coberto de sangue. Nunca vi algo assim", afirmou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos