Reino Unido eleva nível de ameaça terrorista para máximo

Londres, 15 set (EFE).- O Reino Unido elevou para nível "crítico" a ameaça terrorista contra o país, que é o mais alto em sua escala e significa que um atentado pode ser iminente, anunciou nesta sexta-feira a primeira-ministra Theresa May.

Pelo menos 29 pessoas ficaram feridas hoje após uma explosão na estação de metrô de Parsons Green, em Londres, na linha District. A autoria do atentado foi reivindicada pelo grupo terrorista Estado Islâmico.

A ameaça estava até agora em "grave", o quarto mais alto de uma escala de cinco, que indicava que um atentado terrorista contra o Reino Unido era altamente provável.

A decisão de elevar o patamar de ameaça foi tomada pelo Centro de Análise Conjunto de Terrorismo, composto por representantes de 16 departamentos do governo e com sede nos escritórios do serviço secreto MI5.

May explicou que a medida é "proporcional" e permitirá a disponibilização de soldados para ajudar a polícia a reforçar a segurança no país, especialmente na rede de transporte. A premiê pediu à população que esteja "alerta" e colabore com as forças de ordem.

A polícia busca o responsável pela explosão, que aconteceu por volta das 8h20 (horário local; 4h20 de Brasília) em um cubo branco que estava dentro de uma sacola de supermercado.

A última vez que as autoridades britânicas decidiram elevar o nível de ameaça a "crítico" foi em maio, após o atentado suicida na Manchester Arena, no norte da Inglaterra.

A explosão de hoje e o tumulto posterior provocaram ferimentos leves nos 29 passageiros atendidos em hospitais, em sua maioria com queimaduras ou lesões sofridas quando tentavam sair correndo da estação.

O artefato de fabricação caseira que explodiu tinha um detonador, segundo a imprensa local, mas não chegou a explodir em sua totalidade, o que fez especialistas pensarem que o responsável tinha como objetivo provocar um grande número de mortes aproveitando o fluxo de passageiros da manhã.

May liderou hoje uma reunião do comitê de emergência Cobra, formado pelos principais ministros, as forças de segurança e representantes do serviço secreto, e que nesta ocasião contou com a presença do prefeito de Londres, Sadiq Khan.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos