Vaticano investiga sacerdote por ter imagens de pornografia infantil

Cidade do Vaticano, 15 set (EFE).- O procurador de Justiça do Vaticano abriu uma investigação por suposta posse de imagens de pornografia infantil sobre um sacerdote membro do corpo diplomático da Santa Sé em Washington.

O escritório de imprensa do Vaticano informou que no último dia 21 de agosto chegou a notificação do Departamento de Estado dos Estados Unidos sobre o suposto delito e o sacerdote foi convocado ao Vaticano, onde se encontra atualmente.

Após receber a notificação pela posse desse material, a secretária de Estado vaticana a transmitiu ao procurador, que abriu uma investigação e pediu colaboração internacional para recolher elementos relativos ao caso.

O comunicado do escritório de imprensa do Vaticano lembra que, como está previsto pelas leis vigentes na fase de instrução preliminar, estas investigações estão sob segredo total.

Por essa razão, o Vaticano não comunicou nenhum dado sobre o investigado nem se está detido.

Com características similares existe o precedente do caso do ex-núncio na República Dominicana, o polonês Jozef Wesolowski, que primeiro foi detido pela acusação de pedofilia nesse país e que morreu em agosto de 2015 quando enfrentava um julgamento no Tribunal Vaticano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos