Vencedor do Nobel da Paz é assaltado em sua casa na Argentina

Buenos Aires, 15 set (EFE).- O argentino Adolfo Pérez Esquivel, agraciado com o prêmio Nobel da Paz em 1980, sofreu ontem um assalto na sua casa na periferia de Buenos Aires, confirmou nesta sexta-feira o próprio ativista pelos direitos humanos.

Pérez Esquivel foi surpreendido pelos assaltantes ao chegar à sua casa, na localidade de San Isidro, onde os delinquentes já tinham entrado e amarrado seu neto e sua esposa.

"A única coisa que me preocupava era que não machucassem meus familiares, mas foram muito profissionais", disse hoje o titular da Comissão pela Memória da província de Buenos Aires ao falar com a imprensa na porta da sua casa.

O assalto ocorreu na tarde desta quinta-feira quando dois assaltantes entraram na casa de Pérez Esquivel e amarraram seu neto.

Depois chegou a esposa do prêmio Nobel, que também foi amarrada e encarcerada em um quarto até que finalmente chegou Esquivel com seu carro.

"Levaram dinheiro, mas o que mais me entristece é que levaram muitas condecorações de diferentes países", lamentou.

O Nobel argentino disse ainda que os delinquentes indicaram que tinham armas, mas não as mostraram e nem deixaram impressões digitais.

Pérez Esquivel, que há pouco tempo sofreu um roubo em outra propriedade sua, na cidade de Miramar, não descartou que o incidente tenha outras conotações, relacionadas com a sua atividade humanitária em distintas causas.

"Há muitas coisas... hoje estamos em uma tensão muito forte no país frente a coisas que estão acontecendo e nas quais nós estamos participando, porque é a nossa tarefa", comentou.

No entanto, esclareceu que os delinquentes não fizeram alusão à sua identidade pública nem levaram documentação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos