Absolvição de policial que matou um negro gera protestos violentos nos EUA

Washington, 16 set (EFE).- A polícia de St. Louis, em Missouri (Estados Unidos), informou que dois de seus agentes ficaram feridos, neste sábado, um de consideração, por impacto de tijolos durante um protesto pela absolvição, ontem, de um ex-policial que matou um jovem negro.

O protesto chegou até a casa da prefeita de St. Louis, a democrata Lyda Krewson, onde os manifestantes quebraram uma janela e jogaram tinta antes de serem dispersos pela polícia.

Os manifestantes protestavam pela decisão de um tribunal do Missouri de absolver de assassinato em primeiro grau, o ex-policial Jason Stockley, que em 2011 matou um jovem negro, o que aqueceu os ânimos em uma cidade com outros casos de violência policial.

O juiz considerou Sotckley inocente das acusações e no veredicto, disse que a morte a tiros do jovem Anthony Lamar Smith aconteceu devido seu "comportamento perigoso".

Foi precisamente em um subúrbio de St. Louis, em Ferguson, onde em 2014 começou uma onda de distúrbios raciais em todo o país depois que um policial branco matou um jovem negro Michael Brown, transformado em símbolo do movimento "Black Lives Matter".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos