Moon e Trump concordam em aplicar "a fundo" sanções contra a Coreia do Norte

Seul, 17 set (EFE).- Os presidentes de Coreia do Sul E Estados Unidos, Moon Jae-in e Donald Trump, respectivamente, concordaram neste domingo em aplicar "a fundo" as sanções impostas pela ONU à Coreia do Norte para que ela se abstenha de fazer mais provocações com os seus testes de armas.

Os presidentes concordaram durante um telefonema com a necessidade de "implementar a fundo" as medidas sancionadoras para que Pyongyang veja que se continuar com sua atitude "só se isolará mais diplomaticamente e enfrentará mais pressão econômica", o que a levará "ao colapso", revelou o escritório presidencial de Seul.

A conversa entre Moon e Trump, publicada pela agência local "Yonhap", aconteceu após o lançamento na sexta-feira de um novo míssil por parte da Coreia do Norte, que de novo sobrevoou território japonês antes de cair nas águas do Pacífico.

O presidente sul-coreano destacou a importância de melhorar a capacidade defensiva própria do seu país, além de contar com o apoio das tropas americanas.

Trump reiterou o pleno apoio dos EUA à Coreia do Sul e assegurou que vai continuar dando toda a ajuda e apoio necessário para fortalecer ainda mais sua aliança, segundo relatou Seul.

Moon e Trump combinaram de continuar tratando sobre o assunto em reunião em Nova York durante a Assembleia Geral da ONU na próxima semana.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos