Premiê do Japão planeja convocar eleições antecipadas no país

Tóquio, 17 set (EFE).- O primeiro-ministro do Japão Shinzo Abe prevê convocar eleições gerais antecipadas em outubro com o objetivo de reforçar seu Governo em um momento de desgaste e perante a divisão da oposição, informou neste domingo a imprensa local.

Os planos de Abe foram revelados após uma reunião de emergência celebrada neste sábado pelo partido Komeito, parceiro de Governo de Abe, em que se analisou a possibilidade de o premiê dissolver a Câmara Baixa do Parlamento no final de setembro e convocar eleições para entre 22 e 28 de outubro.

Segundo a imprensa japonesa, Abe conversou com o líder do Komeito, Natsuo Yamaguchi, esta estratégia, que anteciparia as eleições gerais em mais de um ano.

O Partido Liberal Democrata (PLD) de Abe ganhou de maneira contundente eleições gerais antecipadas em dezembro de 2014, e o premiê conseguiu revalidar seu mandato.

A dissolução antecipada poderia beneficiar a coalizão de Governo em um momento de divisão no principal partido da oposição, o Partido Democrático, cujo líder renunciou recentemente e onde se vive uma guerra interna que poderia desencadear na ruptura da legenda.

Outro dos objetivos seria frear o avanço no panorama nacional do Tomin First, novo partido da governadora de Tóquio, Yuriko Koike, que venceu as eleições para a Câmara Municipal da capital em julho.

Espera-se que Abe tome sua decisão final após avaliar a situação sobre a Coreia do Norte, cujos testes de armas poderiam favorecer a reeleição do veterano e experiente político conservador.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos