Furacão "Maria" deixa pelo menos 5 mortos em sua passagem por Dominica

Castries, 19 set (EFE).- Pelo menos cinco pessoas morreram em consequência da passagem do furacão "Maria", de categoria 5, pela ilha de Dominica, de pouco mais de 70.000 habitantes, informou nesta terça-feira a imprensa local.

De acordo com os meios de comunicação, um operador de rádio amador de Dominica informou da possível morte de cinco pessoas nas áreas de Dos d'ane e Morne Prospere, dado que não foi confirmado oficialmente pelas autoridades da ilha caribenha, onde as comunicações ainda são muito complicadas.

A devastação em Dominica foi confirmada por seu primeiro-ministro, Roosevelt Skerrit, que relatou que sua própria casa ficou totalmente destruída pela força dos ventos do furacão, que atravessa a região do Caribe para o oeste deixando um rastro de destruição.

Essas duas zonas não teriam sido, no entanto, as mais afetadas pelo ciclone, que causou danos devastadores nesse pequeno território caribenho.

A destruição generalizada em Dominica teria afetado ainda à cidade nortista de Portsmouth.

Segundo o testemunho do operador de rádio, os danos foram muito superiores aos do furacão "David" em 1979, que deixou destroçado esse território caribenho.

Dominica permaneceu isolada durante todo o dia com os demais territórios próximos, apesar da tentativa de um helicóptero enviado pelas autoridades da Venezuela de aproximar-se da região.

Uma tentativa das autoridades de Trinidad e Tobago de empreender uma missão de resgate foi abortada de maneira similar devido às más condições.

"Maria" poderia ter feito ainda outra vítima na ilha francesa de Guadalupe, em seu caminho rumo a Porto Rico e Ilhas Virgens, segundo informam meios de comunicação.

Outras duas pessoas estão desaparecidas após o naufrágio de uma embarcação na costa da Désirade, pequena ilha próxima à principal de Guadalupe.

Na ilha francesa de Martinica, segundo o diretor-geral de segurança civil, Jacques Witkowski, duas pessoas ficaram feridas, cerca de 50.000 pessoas permanecem sem eletricidade e outras 10.000 sem serviço de água.

O furacão "Maria" mantém ventos de 280 quilômetros por hora na sua rota para Porto Rico, segundo o último boletim do Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos