Peru convoca países latino-americanos na ONU para abordar crise venezuelana

Lima, 19 set (EFE).- O Peru convocou para esta quarta-feira na sede das Nações Unidas em Nova York uma nova reunião do Grupo de Lima, composto por 17 países latino-americanos que em agosto assinaram uma declaração contra o governo do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro.

Fontes da chancelaria peruana indicaram à Agência Efe que a reunião deve contar com os ministros de Relações Exteriores e representantes dos países que já participaram do primeiro encontro, organizado na capital peruana pelo governo do presidente peruano, Pedro Pablo Kuczynski.

Naquela ocasião, marcaram presença chanceleres e representantes de Brasil, Argentina, Canadá, Colômbia, Chile, Costa Rica, Granada, Guatemala, Guiana, Honduras, Jamaica, México, Panamá, Paraguai, Peru, Santa Lúcia e Uruguai.

O motivo desta segunda reunião é "avaliar e adotar novas medidas diante da crise na Venezuela", quando o governo e a oposição se encontram em negociações para chegar a um acordo de convivência.

A declaração assinada pelo Grupo de Lima após o primeiro encontro, de 8 de agosto, negou a legitimidade da Assembleia Constituinte na Venezuela e denunciou que Maduro instalou uma "ditadura" ao levar adiante um "ruptura democrática".

Um comunicado conjunto divulgado dez dias mais tarde, do qual não participaram Guiana, Jamaica, Santa Lúcia e Paraguai, condenou a Constituinte por se atribuir das funções legislativas da Assembleia Nacional.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos