Polícia detém 3 congressistas durante protesto em apoio a "sonhadores" em NY

Nova York, 19 set (EFE).- Três congressistas federais foram detidos nesta terça-feira durante um protesto realizado em frente à Trump Tower, em Nova York, para apoiar os direitos dos jovens sem documentos conhecidos como "sonhadores".

Trata-se dos congressistas Luis Gutiérrez, Raúl Grijalva e Adriano Espaillat, que foram detidos pela polícia por alteração da ordem pública junto à presidente do conselho municipal, Melissa Mark-Viverito, e outros ativistas.

As detenções aconteceram enquanto o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fazia seu discurso perante o plenário da Assembleia Geral das Nações Unidas.

Os manifestantes se dirigiram às portas Trump Tower, onde o presidente está se alojando durante sua visita a Nova York, e, após receberem várias advertências da polícia, foram detidos por sentar-se no chão e interromper o trânsito.

"Estamos aqui para defender nossas comunidades imigrantes. Não queremos que as famílias sejam divididas", disse o vereador Mark Viverito pouco antes de ser detido por vários agentes.

Por sua parte, o congressista Espaillat, que lembrou que já foi um indocumentado, afirmou que os "sonhadores" merecem permanecer no país onde cresceram. "Eles são trabalhadores, estudantes, soldados nas nossas forças armadas", argumentou.

Os manifestantes exigem ao Congresso que aprove um projeto de lei que esclareça a situação dos 800.000 beneficiários do Programa de Ação Diferida (DACA), eliminado no último dia 6 de setembro pela Casa Branca.

O governo Trump pôs um fim ao DACA, mas deu seis meses de prazo ao Congresso, até o próximo dia 5 de março, para esclarecer a situação dos "sonhadores" que evitaram a deportação e puderam estudar, trabalhar e viajar legalmente no país.

A maioria dos republicanos no Congresso, liderados pelo presidente Trump, propõem incluir na lei fundos para aumentar os agentes da patrulha fronteiriça e financiar a construção do muro entre México e Estados Unidos.

O DACA foi aprovado em 2012 pelo então presidente Barack Obama e evitou a deportação de cerca de 800.000 "sonhadores", que também puderam obter uma licença de trabalho e uma carteira de motorista. EFE

rh/rsd

(foto)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos