Porto Rico pede 3 dias de resguardo à população por passagem de "Maria"

San Juan, 19 set (EFE).- O governador de Porto Rico, Ricardo Rosselló, pediu nesta terça-feira à população que se mantenha em suas casas por um período de três dias após a passagem esperada para amanhã do furacão "Maria", de categoria 5, pela ilha caribenha.

Rosselló advertiu à população que se trata da tempestade mais potente a passar por Porto Rico em um século, razão pela qual pediu aos cidadãos da ilha caribenha que priorizem suas vidas sobre suas propriedades, que alertou que deverão abandonar se tiverem problemas estruturais ou estiverem próximas à costa e áreas inundáveis.

O governador de Porto Rico indicou ainda que é possível que se produza um colapso total das telecomunicações por um período de três dias.

Rosselló lembrou que a primeira causa de morte dos furacões são as inundações, razão pela qual insistiu na necessidade da prudência.

"Saiam ou sua vida corre perigo", destacou o governador, após assegurar que muitas estruturas não resistirão a ventos de 240 quilômetros por hora.

O furacão, de categoria 5, se aproxima das Ilhas Virgens e Porto Rico com ventos de 260 km/h e chuvas torrenciais, segundo o último relatório do Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos.

"Maria" se encontra 180 quilômetros ao oeste de Guadalupe e 240 quilômetros ao sudeste de Saint Croix (Ilhas Virgens).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos