"Maria" baixa para categoria 4, mas segue perigoso chegando em Porto Rico

Miami (EUA), 20 set (EFE).- O furacão "Maria" desceu sua intensidade até o nível 4 da escala Saffir-Simpson, mas ainda segue sendo muito perigoso, segundo o último boletim emitido às 5h (horário local, 6h de Brasília), pelo Centro Nacional de Furacões (NHC, sigla em inglês) dos Estados Unidos.

Uma hora atrás, o olho do potente furacão estava sobre a ilha de Vieques, a 10 quilômetros de Porto Rico, segundo a instituição com sede em Miami.

Os fortes ventos sustentados de mais de 109km/h castigavam esta ilha, enquanto em Fajardo, no extremo leste de Porto Rico, alcançavam 133km/h.

No Aeroporto Internacional de San Juan, a capital porto-riquenha, os ventos alcançam atualmente 102km/h.

O poderoso furacão tocará a terra na costa sul de Porto Rico nas próximas horas, informou o NHC, enquanto a imprensa local afirmou que já aconteceram os primeiros cortes de energia elétrica na ilha.

O centro meteorológico da ilha também emitiu um alerta em previsão de fortes inundações no extremo este porto-riquenho em pontos como Comercio, Naranjito, Dorado, Toa Baja e Toa Alta.

As autoridades pediram aos cidadãos que se mantenham nos seus abrigos já que, embora os ventos tenham perdido força, podem aumentar seu poder destrutivo "dramaticamente" em qualquer momento.

O NHC prevê que o "Maria" cruzará Porto Rico ao longo do dia e que mantenha sua potência como um furacão "extremadamente perigoso" de categoria 4 ou 5 na escala Saffir-Simpson.

O centro também prevê que passe pela costa norte da República Dominicana durante à noite e a manhã de quinta-feira, ainda que espera o início de "um lento enfraquecimento".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos