Pence faz duras críticas ao Conselho de Direitos Humanos da ONU

Nações Unidas, 20 set (EFE).- O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, pediu nesta quarta-feira uma reforma do Conselho de Direitos Humanos da ONU ao considerar que alguns países membros "traíram" seus princípios e são "os piores violadores de direitos humanos".

O Conselho de Direitos Humanos da ONU "não merece seu nome", afirmou Pence ao discursar em uma sessão do Conselho de Segurança da ONU, convocada para revisar o papel das operações de paz das Nações Unidas.

Pence mencionou especificamente um dos membros do Conselho de Direitos Humanos, Cuba, um "regime opressivo que reprimiu seu povo e encarcerou dirigentes políticos por mais de meio século".

Também criticou outro país membro, a Venezuela, "uma ditadura que abala a democracia continuamente, prende seus políticos de oposição" e, além disso, causa uma "miséria" que está "custando a vida de mulheres e crianças".

Os EUA já vinham criticando este órgão da ONU, com sede em Genebra, mas Pence é a figura mais importante do país a pedir uma reforma dessa instituição ao máximo órgão de decisões do sistema das Nações Unidas.

"Uma clara maioria dos membros do Conselho de Direitos Humanos falhou em cumprir com os padrões de direitos humanos mais básicos", insistiu Pence.

"Se olharmos os membros do Conselho hoje em dia, vemos nações que traíram seus princípios sobre os quais se fundou a instituição", acrescentou o vice-presidente americano.

Pence também acusou o Conselho de Direitos Humanos da ONU de ser "um fórum de antissemitismo", ao aprovar mais de 70 resoluções condenando Israel enquanto ignora totalmente os piores responsáveis de abusos dos direitos humanos.

"Fazemos um pedido ao Conselho de Segurança (...) para reformar imediatamente a pertinência e as práticas do Conselho de Direitos Humanos, e pôr fim a estes descarados preconceitos contra o nosso querido aliado, Israel", afirmou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos