Bulgária limita liberdade de movimento de solicitantes de asilo

Sófia, 21 set (EFE).- O governo da Bulgária decidiu nesta quinta-feira limitar a liberdade de circulação dos solicitantes de asilo no país, de tal forma que eles não poderão no futuro deixar a cidade e até mesmo os bairros onde estão registrados.

Segundo indicou o governo em comunicado, o objetivo dessa medida é ter um controle administrativo estrito durante o processo de verificação das solicitações de asilo.

"Durante o procedimento, o aspirante a asilo só tem o direito de se mover dentro de uma região administrativa, mas não poderá abandoná-la", disse o Executivo búlgaro na nota.

O governo considera que essa medida garante os direitos dos refugiados previstos nos acordos internacionais.

A medida afetará, sobretudo, os 1.315 refugiados - a maioria da Síria, do Afeganistão e do Iraque - que estão em acampamentos instalados em diferentes partes do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos