PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Kim Jong-un diz que Trump pagará muito caro por ameaças à Coreia do Norte

21/09/2017 20h23

Seul, 22 set (EFE).- O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, afirmou nesta sexta-feira (data local) que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pagará muito caro por seu "excêntrico" discurso na Assembleia-Geral da ONU, no qual o republicano ameaçou destruir totalmente o país asiático.

"Estou pensando agora em que resposta ele estaria esperando quando permitiu que essas excêntricas palavras saíssem de sua boca", afirmou Kim em um comunicado divulgado em inglês pela agência de notícias norte-coreana "KCNA".

"Agora Trump insultou a mim e ao meu país diante dos olhos do mundo e fez a mais feroz declaração de guerra da história, de que ele destruiria a República da Coreia do Norte", completou Kim, retribuindo as ameaças na sequência.

"Definitivamente domarei com fogo esse americano senil mentalmente perturbado", afirmou Kim Jong-un.

Em discurso na Assembleia-Geral da ONU na última terça-feira, Trump alertou que se os EUA forem forçados a se defenderem ou a um de se seus aliados, não restará opção a não ser "destruir totalmente a Coreia do Norte".

Os contínuos testes balísticos e nucleares do regime de Pyongyang, que já valeram duas séries de sanções da ONU contra o país só em 2017, e o tom beligerante de Trump elevaram a tensão na região neste ano.

A crise foi um dos assuntos mais debatidos da Assembleia-Geral, onde o ministro de Relações Exteriores da Coreia do Norte, Ri Yong-Ho, fará discurso no sábado.

Ao chegar em Nova York na madrugada de ontem, Ri disse à imprensa que as ameaças de Trump soam como os "latidos de um cachorro".

Internacional