Sobe para 12 o número de mortos em Porto Rico durante passagem do "Maria"

San Juan, 21 set (EFE).- As autoridades de Porto Rico elevaram, nesta quinta-feira, para 12 o número de mortos na ilha pela passagem do furacão "Maria", após encontrar oito corpos no município de Toa Baixa.

O prefeito de Toa Baixa, Bernardo Márquez, disse que a tragédia na região ocorreu após a abertura dos portões do reservatório do Lago La Plata. Ele também relatou cerca de 4 mil resgates em seu município.

A imprensa local informou que os alarmes de inundação não foram ativados no município, que segue sem energia elétrica desde ontem, como na maior parte da ilha.

Para além dos oito mortos em Toa Baixa, três irmãs morreram em Utuado, quando uma avalanche enterrou o local onde elas tinham se refugiado, já que tinham deixado sua casa, pois estava em uma zona de inundação.

"Aqui nunca teve inundação e a gente se sentia mais seguras", disse Hilda Gloria González, uma irmã das vítimas.

"Mas - acrescentou - por volta das 10h caiu uma pedra dessa grande e desceu tudo isso (lama) por aí e bateu na janela e eu aí não sei mais nada, pois a porta se fechou".

A mulher explicou que as suas irmãs ficaram presas em um quarto da casa, já que a porta ficou atolada.

Na quarta-feira, o governador de Porto Rico, Ricardo Rosselló, informou que outro homem morreu pelo impacto de um quadro que tinha sido instalado para proteger do vento uma casa e que acabou voando.

O furacão "Maria", que alcançou ventos de até 285km/h e categoria 5 de intensidade - a máxima -, está deixando um rastro de morte e destruição em sua passagem por várias ilhas do Caribe.

O "Maria" avança agora para as Ilhas Turcas e Caicos com ventos de até 205km/h e categoria de intensidade 3.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos