Otan lamenta falha em míssil dos EUA que causou vítimas civis em Cabul

Washington, 27 set (EFE).- A Otan lamentou nesta quarta-feira as vítimas civis causadas pela falha em um míssil lançado por forças dos Estados Unidos em reação ao ataque de um grupo insurgente ocorrido nas proximidades do aeroporto internacional Hamid Karzai, em Cabul.

"A operação Apoio Decidido no Afeganistão (da Otan) lamenta profundamente ter causado dano a não-combatentes. Tomamos todas as precauções para evitar vítimas civis", declarou a missão da Aliança Atlântica em um comunicado divulgado pelo Pentágono.

O texto faz referência ao ataque efetuado hoje por um grupo de três insurgentes que invadiu o aeroporto no qual poucas horas antes tinha aterrissado o avião em que viajava o secretário de Defesa americano, James Mattis, que começou nesta terça-feira uma visita oficial no país.

Após o ataque inicial, os três insurgentes buscaram abrigo em uma casa próxima, onde acabaram sendo abatidos pelas forças de segurança afegãs, em uma operação que durou seis horas e da qual também participaram tropas americanas.

"As forças dos EUA que chegaram em apoio efetuaram um ataque aéreo. Tragicamente, um dos mísseis falhou, o que causou várias vítimas", afirmou a Otan no comunicado.

Alguns dos projéteis caíram em duas casas adjacentes, matando uma mulher e ferindo 11 civis, segundo fontes oficiais afegãs.

As autoridades informaram que os três insurgentes também morreram durante a ação.

No momento do incidente, Mattis e o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, chegavam ao palácio presidencial para reunir-se com o governante afegão, Ashraf Gani.

Atualmente, os Estados Unidos mantêm cerca de 11.000 militares no Afeganistão, a maior parte deles integrados como parte da missão de apoio e capacitação da Otan às forças afegãs.

O próprio Mattis anunciou há dez dias sua intenção de reforçar a presença militar americana no país com 3.000 novos soldados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos