Cuba vê como "precipitada" decisão dos EUA de retirar pessoal da embaixada

Havana, 29 out (EFE).- O Governo cubano julgou nesta sexta-feira como "precipitada" a decisão dos Estados Unidos de retirar todo seu pessoal não-essencial de sua embaixada em Cuba e limitar a emissão de vistos como consequência dos supostos ataques acústicos sofridos por funcionários desse país na ilha.

A diretora para os Estados Unidos da Chancelaria cubana, Josefina Vidal, afirmou hoje perante a imprensa que esta decisão vai afetar a relação bilateral, ainda que reafirmou a vontade de seu governo de seguir com "a cooperação ativa entre as autoridades de ambos países".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos