PUBLICIDADE
Topo

Tropas iraquianas expulsam EI de 35 localidades no norte do país

30/09/2017 15h03

Erbil (Iraque), 30 set (EFE).- As forças iraquianas recuperaram neste sábado 35 localidades anteriormente ocupadas pelo Estado Islâmico (EI), como parte da segunda fase da ofensiva militar lançada na sexta-feira em Al Hauiya, na província de Kirkuk (norte), um dos dois últimos redutos do grupo jihadista no país.

As milícias pró-governo Multidão Popular detalharam em comunicado que, após liberarem essas localidades, as forças iraquianas se situam agora a cerca de 13 quilômetros do centro da cidade de Al Hauiya.

O primeiro-ministro iraquiano, Haider al Abadi, anunciou na sexta-feira o lançamento da segunda fase da ofensiva de Al Hauiya, na qual participam, junto com a Multidão Popular, a Polícia Federal, a Força de Resposta Rápida, a milícia sunita Multidão dos Clãs e as Forças Antiterroristas.

Essas forças conseguiram neste sábado tomar o controle de 75% da estrada que liga Kirkuk a Tikrit (norte) e recuperar as colinas de Hemrin, no sudeste de Al Hauiya, onde tomaram o controle de várias sedes do EI e um quartel de treinamento dos extremistas.

Na primeira fase dessa ofensiva, que começou em 21 de setembro, as forças iraquianas recuperaram 103 localidades e zonas situadas tanto em Kirkuk como na vizinha província de Saladino e mataram pelo menos 557 jihadistas do EI.

Esta ofensiva coincide com uma crise entre o governo iraquiano e a região autônoma do Curdistão, que na segunda-feira passada realizou um referendo de independência não reconhecida por Bagdá.

O referendo foi feito também em Kirkuk, província disputada que os curdos reivindicam apesar de estar fora das fronteiras administrativas da região autônoma e onde se desenvolve a ofensiva atual.

Al Hauiya é um dos últimos redutos do EI no norte do Iraque, após o grupo ter perdido em julho sua principal base, a cidade de Mossul, e grande parte dos territorios que ocupou em 2014.