Ataque aéreo mata pelo menos 10 soldados por engano no sul do Afeganistão

Cabul, 1 out (EFE).- Pelo menos dez soldados afegãos morreram neste domingo e outros nove ficaram feridos em um bombardeio por engano da força aérea do Afeganistão contra suas próprias tropas na província de Helmand, no sudoeste do país, informaram fontes oficiais.

"Dez membros das forças de segurança morreram e outros nove estão feridos após o ataque aéreo", disse à Agência Efe um funcionário da administração província, que pediu anonimato.

O bombardeio aconteceu no distrito de Greshk, e as autoridades afegãs abriram uma investigação para esclarecer o caso, que vitimou membros das forças de segurança do Afeganistão e policiais locais.

Por sua vez, o porta-voz da missão da Otan e das tropas americanas no Afeganistão, o capitão Bill Salvin, negou a participação de tropas internacionais no bombardeio.

"Este foi um incidente entre um helicóptero afegão e (...) tropas sobre o terreno. Não há forças dos Estados Unidos ou da coalizão relacionadas com o incidente", indicou.

Desde o fim da missão de combate da Otan, em janeiro de 2015, os insurgentes ganharam terreno em diversas partes do Afeganistão e atualmente controlam, têm influência ou disputam com o governo pelo menos 43% do território do país, segundo dados de Washington.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos