Bombardeios no leste da Síria deixam pelo menos 15 mortos

Cairo, 1 out (EFE).- Pelo menos 15 pessoas morreram, entre elas cinco menores de idade, em vários bombardeios aparentemente da aviação russa em três localidades na província de Deir ez-Zor, no leste da Síria, informou neste domingo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Segundo a ONG, pelo menos 12 civis foram mortos, entre eles cinco crianças e duas mulheres, em um bombardeio atribuído à força aérea da Rússia em Tub, nos arredores da cidade de Deir ez-Zor, bastião do grupo jihadista Estado Islâmico (EI).

A fonte indicou que há dezenas de feridos, alguns deles em estado grave, o que pode aumentar o número de mortos.

Outro bombardeio, que a ONG - com sede em Londres e que conta com uma rede de voluntários em todo a Síria - acredita ter sido lançado pelos russos, matou duas mulheres na cidade de Al Shahil, ao leste do rio Eufrates, que cruza a província de Deir ez-Zor.

No povoado de Salu, na margem leste do rio e perto de Al Shahil, foi registrada a morte de um homem em outro ataque.

Desde o dia 9 de setembro, as Forças da Síria Democrática (FSD), aliança liderada por milícias curdas, com a cobertura aérea da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos, desenvolvem a ofensiva "Tempestade de Al Yazira" contra o EI no leste de Deir ez-Zor e ao sul de Al Hasakah.

Esta operação transcorre em paralelo a outra das tropas governamentais sírias, apoiadas pela aviação russa, iniciada no último dia 2 em Deir ez-Zor, que se concentrou na capital provincial do mesmo nome e em seus arredores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos