Estado Islâmico assume autoria do assassinato de 2 pessoas em Marselha

Cairo, 1 out (EFE).- O grupo Estado Islâmico (EI) assumiu a autoria do assassinado de duas pessoas a facadas na estação de trem de Saint-Charles, em Marselha, no sudeste da França, em um comunicado divulgado pela agência de notícias Amaq, porta-voz da organização terrorista.

A agência limitou-se a informar que "o executor do esfaqueamento na cidade francesa de Marselha é um soldado do Estado Islâmico".

Ainda segundo a "Amaq", o ataque aconteceu em resposta aos chamados feitos pelos jihadistas para lançar ataques contra os países da coalizão internacional, liderada pelos Estados Unidos, que combatem o grupo terrorista na Síria e no Iraque.

O EI costuma usar essa tática de reivindicar ataques quando estes são perpetrados por pessoas que não estão diretamente vinculadas ao grupo jihadista, mas que mantiveram contato através da internet e que de alguma maneira mostraram simpatia ou se declararam seguidores de seu líder, Abu Bakr Al-Baghdadi.

O autor do atentado matou neste domingo com uma faca duas mulheres na estação de trem de Saint-Charles, a principal de Marselha, antes de ser abatido por militares do dispositivo antiterrorista Sentinelle.

A Polícia Nacional explicou através do Twitter que a situação é "estável", após ter "neutralizado" o autor do ataque, e acrescentou que o tráfego ferroviário foi interrompido.

Segundo testemunhos divulgados pela emissora pública "France Bleu Provence", o agressor teria gritado "Allahu akbar" (Alá é grande) ao perpetrar o atentado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos