Lei que permite casamento gay entra em vigor na Alemanha

Noelia López.

Berlim, 1 out (EFE).- Câmaras municipais e cartórios de diferentes cidades alemãs abriram de maneira excepcional para realizar casamentos entre pessoas do mesmo sexo neste domingo, dia em que entrou em vigor a lei que permite a união de homossexuais.

Em Berlim, Hamburgo e Hanover foram registrados os primeiros casamentos de gays e lésbicas decididos a formalizar sua relação e transformá-la em um símbolo de sua luta pela igualdade.

"Finalmente deixamos de ser casais de segunda classe", disse Bodo Mende, ativista de 60 anos que se casou hoje com seu namorado, Karl Kreile, após quase quatro décadas de relação.

Sua cerimônia foi provavelmente a primeira do dia, realizada na Câmara Municipal do distrito de Schöneberg e cercada de fotógrafos e câmeras de televisão para registrar o momento.

Outros 15 casais formalizaram sua relação em Hamburgo, com os desejos de felicidades das autoridades locais, que organizaram uma recepção oficial na Câmara Municipal.

A lei que permitiu o casamento homossexual na Alemanha foi aprovada em junho deste ano, no final da terceira legislatura da chanceler, Angela Merkel.

Embora Merkel tenha votado contra, a maioria do Parlamento se alinhou com a vontade da população, refletida nas pesquisas, e fez da Alemanha o 14º país europeu a legalizar o casamento gay, e o 23º no mundo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos