Mãe de Rafa Márquez é acusada de ter vínculo com narcotraficante mexicano

Cidade do México 2 out (EFE).- A mãe do veterano zagueiro mexicano Rafael Márquez, acusado pela Justiça dos Estados Unidos de ser testa de ferro do narcotraficante Raúl Flores Hernández, também teria vínculos com o criminoso.

O jornal "Reforma" publicou nesta segunda-feira que os vínculos do jogador, ex-Barcelona, com Flores Hernández também envolveriam a mãe dele: Rosa Alicia Álvarez Piñones, atual deputada federal pelo Partido Verde Ecologista do México (PVEM).

Segundo dados do Registro Público de Propriedades do Estado de Jalisco, obtidos pelo jornal, a mãe de Rafa Márquez e o narcotraficante, preso no último dia 29 de julho no México, adquiriram um imóvel de 7,58 hectadres em Zapopan. O custo da transação foi de 5,45 milhões de pesos (US$ 300 mil).

Dois anos depois, Flores Hernández vendeu 46,7% de sua parte ao ex-jogador Miguel Zepeda, que, por sua vez, depois negociou essa fatia do ímovel com a mãe de Márquez.

No terreno está sendo construído o Centro de Alto Rendimento Rafael Márquez, com investimento feito em 2008 de 300 milhões de pesos (US$ 16,4 milhões).

Em agosto, os EUA acusaram Márquez e o cantor Julión Álvarez de serem testas de ferro de Flores Hernández, um narcotraficante que tem vínculos com os cartéis de Sinaloa e Jalisco.

Além disso, o jogador teve seus bens congelados no país. A Justiça também proibiu que qualquer cidadão americano realize operações financeiras com o zagueiro.

Márquez ficou afastado dos gramados para resolver os problemas. Há duas semanas, retornou aos treinos, mas apenas para manter a forma física, enquanto o processo segue nos EUA.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos