Primeira mulher presidente do Supremo Tribunal britânico jura o cargo

Londres, 2 out (EFE).- A juíza Brenda Hale jurou nesta segunda-feira seu cargo como presidente do Supremo Tribunal britânico e se tornou a primeira mulher à frente da máxima instância judicial do Reino Unido.

Hale, de 72 anos, foi designada para o cargo em julho e sucede David Edmond Neuberger, que se retira após ter permanecido no cargo desde outubro de 2012.

A juíza, que defendeu nos últimos anos o fomento da diversidade no sistema judicial, se tornou a primeira magistrada da máxima corte britânica em 2009 e foi nomeada vice-presidente em junho de 2013.

Na cerimônia oficial, o magistrado Jonathan Mance foi nomeado novo vice-presidente da corte e foram incorporados outros três novos juízes, um deles a segunda mulher na história do tribunal, Jill Black.

Em outro ato em Londres, Ian Burnet foi nomeado magistrado chefe do sistema judicial da Inglaterra e Gales, um cargo no qual sucede John Thomas.

Burnet, de 59 anos, é o chefe dos juízes mais jovem nomeado nas últimas cinco décadas no Reino Unido.

Entre suas responsabilidades, Burnet se encarregará de representar a voz do poder judicial perante o Parlamento e o Governo britânicos.

"Em tempos de grandes mudanças, o papel central da judicatura na hora de manter a legalidade se mantém impassível, bem como a nossa imparcialidade e independência", disse o novo chefe dos juízes na cerimônia.

Burnet assegurou que continuará defendendo a "brilhante visão" de seu antecessor, em cujo mandato iniciou um "ambicioso programa de reformas" na Justiça britânica.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos