Grupos a favor do casamento gay em Taiwan pedem que Governo acelere aprovação

Taipé, 3 out (EFE).- Grupos pró-direitos dos homossexuais em Taiwan expressaram nesta terça-feira decepção perante a declaração do primeiro-ministro ilhéu, Willian Lai, que qualificou de "improvável" a aprovação do casamento gay nesta sessão legislativa.

Os grupos pediram a Lai, em coletiva de imprensa, que desse prioridade ao casamento entre pessoas do mesmo sexo, já que o atraso só prejudica quem espera o reconhecimento de seus direitos e não ajuda a debilitar as vozes contra.

Os ativistas a favor dos direitos dos homossexuais convocaram uma manifestação perante o Palácio Presidencial a favor do casamento entre pessoas do mesmo sexo para 16 de outubro, data que marca o segundo aniversário do suicídio de um gay francês na ilha pelas restrições legais.

Em maio deste ano, o Conselho de Grandes Juízes de Taiwan, que funciona como tribunal constitucional, ordenou que fossem eliminadas todas as limitações legais ao casamento entre pessoas do mesmo sexo no prazo de dois anos.

O premiê taiuanês justificou o atraso na apresentação de leis para acatar a ordem do Tribunal Constitucional pela urgência do debate do orçamento do Governo central.

Analistas políticos na ilha apontam que existe uma forte divisão de opiniões em Taiwan sobre a legalização do casamento homossexual e que, perante as eleições locais de novembro de 2018, os partidos políticos preferem não abordar o asunto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos