CE pede "diálogo" para sair de "beco que parece sem saída" na Espanha

Estrasburgo (França), 4 out (EFE).- O vice-presidente da Comissão Europeia, Frans Timmermans, fez um apelo nesta quarta-feira ao diálogo dentro da Constituição para "sair de um beco que parece sem saída" na Espanha.

"Esqueçamos o confronto e apostemos no diálogo para resolver este conflito", recomendou Timmermans, para quem cabe aos 46 milhões de espanhóis decidir o futuro do país, excluindo assim qualquer papel de mediação das instituições europeias.

O número dois do governo comunitário defendeu o respeito à democracia, ao Estado de Direito e aos direitos fundamentais, e que nenhum dos elementos pode ser ignorado.

Timmermans enfatizou que o referendo foi ilegal e que o governo regional da Catalunha não respeitou a lei ao convocá-lo. No entanto, alertou para as "imagens terríveis" da violência entre policiais e eleitores, advertindo que "todos os governos devem respeitar a supremacia do Direito, e isso exige às vezes o uso proporcional da força".

O político holandês argumentou ainda embora a liberdade de expressão seja fundamental para todos os cidadãos, "uma opinião não é mais valiosa que outra porque se manifesta mais alto, gritando mais". Além disso, terminou a declaração destacando a "evolução espanhola" após a ditadura.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos