Israel fecha acessos a Gaza e Cisjordânia até dia 14

Jerusalém, 4 out (EFE).- Israel vai manter fechada de hoje até o próximo dia 14 os acessos a territórios palestinos da Cisjordânia e de Gaza, por causa das comemorações do festival judaico de Sucot.

Só médicos e pessoas envolvidas em questões humanitárias ou em casos excepcionais poderão atravessar os postos militares de onde Israel controla o cruzamento, informou a rádio pública israelense nesta quarta-feira.

A Coordenadoria para as Atividades do Governo nos Territórios (organismo militar israelense que administra a ocupação) lembrou hoje em comunicado que o cruzamento com a Faixa de Gaza fechará durante este período, mas que jornalistas internacionais poderão viajar entre 8 e 10 de outubro. De uma forma geral, os palestinos com licenças de trabalho em Israel são os principais afetados.

Há dois dias, o ministro da Defesa israelense, Avigdor Lieberman, aprovou o excepcional fechamento de 11 dias, já que o habitual é que Israel feche os acessos só no começo e no fim das comemorações.

Segundo informou o "Channel 2" a decisão foi motivada pela pressão do ministro de Segurança Pública, Gilad Erdan, após o recente ataque de um palestino no assentamento judeu de Har Adar, na Cisjordânia. Na ocasião três israelenses morreram e um ficou ferido. EFE

mss/cdr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos