Mongólia nomeia novo primeiro-ministro

Pequim, 4 out (EFE).- O Grande Hural (Parlamento da Mongólia) aprovou nesta quarta-feira a nomeação de Khurelsukh Ukhnaa como o novo primeiro-ministro, semanas depois de o antecessor, Jargaltulgyn Erdenebat, ser deposto por suspeitas de corrupção, informou a agência oficial "Montsame".

Após a nomeação, Khurelsukh, ex-vice-primeiro-ministro, destacou que a Mongólia sofre uma grave situação econômica e destacou que nos anos anteriores houve excessiva dependência do setor de mineração.

"Devemos desenvolver uma economia com vários pilares e para isso temos que avançar em setores como os da agricultura e da pecuária", disse ele no ato de posse.

Em 7 de setembro, o Parlamento destituiu Erdenebat e dissolveu o seu gabinete, seguindo a iniciativa dos parlamentares do Partido Popular da Mongólia (social-democrata e herdeiro do antigo Partido Comunista), ao considerar que o então chefe de governo tinha colocado os seus interesses à frente dos da nação.

O Partido Popular da Mongólia tem 65 dos 76 membros do Parlamento. Erdebenat, desse partido, tinha assumido o cargo em julho de 2016 após a sua formação vencer nas eleições legislativas. EFE

abc/cdr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos