Presidente grego qualifica de "perigosos" os separatismos como o catalão

Atenas, 4 out (EFE).- O presidente da Grécia, Prokopis Pavlopulos, afirmou nesta quarta-feira que os movimentos de autonomia contemporâneos como o da região da Catalunha, onde se realizou "um referendo considerado ilegal" pelo Tribunal Constitucional da Espanha, são "perigosos" e afetam a coesão de toda a União Europeia (UE).

Pavlopulos se expressou assim durante um discurso em uma conferência internacional realizada em Atenas sobre políticas progressistas para as cidades.

Em seu julgamento, as cidades, como a espanhola de Barcelona, devem resistir às tensões que surgem de "movimentos de autonomia com características de nacionalismo perigoso" e "anular os objetivos extremistas dos independentistas "que põem em perigo a coesão do Estado nacional e de toda a UE.

Pavlopulos destacou que o referendo da região espanhola da Catalunha foi "ilegal" e em consequência, "de fato inexistente".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos