Bangladesh aumenta tamanho do campo de refugiados rohingyas

Daca, 5 out (EFE).- O governo de Bangladesh decidiu passar nesta quinta-feira de 800 para 1.200 hectares a área do terreno destinado ao campo de refugiados rohingyas de Kutupalong, no sudeste do país, depois que mais de 500 mil membros desta minoria muçulmana fugiram da onda de violência que explodiu em Myanmar no final de agosto.

"Decidimos expandir em 400 hectares o terreno do acampamento de Kutupalong, já que o número de rohingyas está aumentando", disse à Agência Efe o coordenador da área de refugiados do Ministério de Gestão de Desastres de Bangladesh, Abul Kalam.

Segundo Kalam, agora as equipes estão trabalhando no desenvolvimento do complexo, com a construção, por exemplo, de uma estrada de acesso.

Em coletiva de imprensa, o ministro de Gestão de Desastres de Bangladesh, Mofazzel Hossain Chowdhury, detalhou que o governo instalará uma unidade do Corpo de Bombeiros e uma delegacia no acampamento. A expansão será dividida em 20 blocos e cada um deles será supervisionado por um funcionário local.

O Grupo de Coordenação Intersetorial da Organização das Nações Unidas (ONU) indicou em seu relatório mais recente, publicado na última terça-feira, que 509 mil refugiados chegaram nas últimas cinco semanas.

A fuga dos rohingyas começou em 25 de agosto, quando um grupo insurgente desta minoria muçulmana atacou um posto militar em Myanmar. Em resposta, o Exército iniciou uma campanha qualificada pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos de "limpeza étnica".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos