Funcionário de consulado dos EUA na Turquia é preso por relação no golpe

Istambul, 5 out (EFE).- A polícia da Turquia deteve um funcionário do Consulado Geral dos Estados Unidos em Istambul, por conta de sua suposta relação com a tentativa de golpe de Estado, em julho do ano passado, segundo informações passadas nesta quinta-feira pelo jornal pro-governamental "Sabah".

O homem é um cidadão de nacionalidade turca, identificado como Metin Topuz, que foi detido no último sábado e levado para prisão preventiva ontem.

Topuz é acusado de supostos vínculos com ex-responsáveis da polícia turca, relacionados com a confraria do clérigo islamita Fethullah Gulen, que, segundo o governo turco, foi o responsável pela tentativa de golpe.

O detido será processado por espionagem e tentativa de destruição da ordem constitucional.

Desde a tentativa de golpe, cerca de 140 mil funcionários foram demitidos e aproximadamente 10 mil pessoas foram detidas por suposto vínculo com a rede de Gulen, que vive exilado nos Estados Unidos e que teve sua extradição pedida pela Turquia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos